Imprensa e releases

Quanto tempo é possível esperar por um órgão humano?

Quanto tempo é possível esperar por um órgão humano?

Conscientização é a maior aliada no combate ao tabagismo

Conscientização é a maior aliada no combate ao tabagismo

Grupo Leforte participa do XXI Congresso Brasileiro de Cancerologia

Grupo Leforte participa do XXI Congresso Brasileiro de Cancerologia

Hospital Leforte realiza IV Jornada de Pediatria

Hospital Leforte realiza IV Jornada de Pediatria

Amamentação é benéfica para o filho e para a mãe

Amamentação é benéfica para o filho e para a mãe

Bronquiolite deve ser tratada de forma diferente da gripe

Bronquiolite deve ser tratada de forma diferente da gripe

Grupo Leforte adquire hospital de grande porte em Santo André

Grupo Leforte adquire hospital de grande porte em Santo André

Grupo Leforte lança campanha publicitária com foco na pediatria

Grupo Leforte lança campanha publicitária com foco na pediatria

Modelo Lean reduz desperdícios na área da saúde

Modelo Lean reduz desperdícios na área da saúde

Ciclista brasileiro disputa pela 14ª vez a Race Across América

Ciclista brasileiro disputa pela 14ª vez a Race Across América

Médicos brasileiros participam de capacitação científica na França

Médicos brasileiros participam de capacitação científica na França

Integração melhora acesso a transplantes de rim e pâncreas

Integração melhora acesso a transplantes de rim e pâncreas

Hospital Leforte é o hospital oficial do GP Brasil de F1

Hospital Leforte é o hospital oficial do GP Brasil de F1

Hospitais Bandeirantes e Leforte anunciam unificação da marca

Hospitais Bandeirantes e Leforte anunciam unificação da marca
Testemunhos

Gostaríamos de agradecer ao Dr Pierry Louys Batista, em nome de todos os pediatras, toda equipe assistencial, de atendimento, segurança, higiene e do laboratório Delboni, pois percebemos que houve a verdadeira hospitalidade que todos falam, mas poucos exercem: a de fora dos livros.

Gustavo Ambrósio Tenório

Equipe de enfermagem muito bem preparada, atenta e disponível para qualquer chamado. Muito educada e cordial também, por exemplo, sempre ao entrar no quarto os enfermeiros avisavam meu pai que a luz seria acesa, não acendendo diretamente na “cara” da pessoa, que estava despreparada.

Antônio Rafael de Carvalho