Cuidados gerais para a prevenção do Coronavírus

Veja quais são as principais dúvidas sobre prevenção do Coronavírus e o que os especialistas recomendam para as pessoas diminuírem o risco de contaminar a si próprias e os outros.

O Ministério da Saúde recomenda que viagens a regiões afetadas pelo Covid-19 sejam realizadas somente em casos de extrema necessidade e com uso obrigatório de máscaras. Caso você precise viajar, siga as medidas de prevenção do Coronavírus para minimizar o risco de contágio, que incluem:

Lavar bem as mãos, com frequência, com água e sabão por 40 a 60 segundos ou com preparações à base de álcool, como o álcool em gel, por 20 a 30 segundos
Não compartilhar objetos de uso pessoal
Evitar tocar os olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam higienizadas;

Se a viagem for para o exterior, também é necessário verificar junto à embaixada ou sites oficiais daquele país quais são as orientações das autoridades de saúde locais.

Fontes:

Sim, o Ministério da Saúde recomenda o uso de máscaras de proteção como prevenção ao contágio da Covid-19. A transmissão da COVID-19 pode ocorrer mesmo antes do indivíduo apresentar os primeiros sinais e sintomas. A utilização das máscaras impede a disseminação de gotículas expelidas pelo nariz ou boca do usuário no ambiente.

Diante da insuficiência de EPIs, o Ministério da Saúde recomenda que todos produzam a sua própria máscara de tecido, deixando as máscaras profissionais (cirúrgica e N95 ou similares) apenas para os profissionais da saúde ou outro grupo de trabalhador para o qual exista a necessidade do uso deste EPI.

Mas lembre-se que ela só é eficaz quando combinada com a higiene frequente das mãos associada a outras medidas de prevenção como:

Distanciamento social;
Cumprimento da etiqueta respiratória;
Higienização das mãos;
Limpeza e desinfeção de ambientes.

Além disso, é essencial seguir as orientações de uso e de descarte da máscara para que ela ajude na prevenção do coronavírus.

Como confeccionar uma máscara caseira?

A máscara deve ter pelo menos duas camadas de pano, como algodão ou tricoline ou TNT;
O uso é individual;
Deve cobrir totalmente boca e nariz e ficar bem ajustada ao rosto.

Orientações sobre o uso da máscara caseira no dia a dia:

Lave as mãos com água e sabão, antes de colocar e retirar a máscara;
Remova a máscara pelo laço ou nó da parte de trás e evite tocar na parte da frente;
Deixe a máscara de molho por 30 minutos em uma mistura de 1 parte de água sanitárias (2% a 2,5%) com 50 partes de água potável. Ex: 10ml de água sanitária para 500ml de água potável;
A máscara precisa estar seca para ser utilizada de novo. Após secagem da máscara, utilize o ferro quente e reserve em saco plástico;
Lave a máscara e as mãos com água e sabão;
Troque a máscara sempre que apresentar sujidades, umidade ou sinais de deterioração.

Fonte: Ministério da Saúde

Fortalecer o sistema imunológico pode ajudar o corpo a combater infecções como a do Coronavírus. Portanto, além de fazer a higienização constante das mãos e seguir as outras recomendações de prevenção, vale a pena investir em hábitos saudáveis que reforçam a imunidade, tais como:

Ter uma alimentação saudável e equilibrada
Manter-se hidratado
Dormir bem
Praticar atividades físicas regularmente, mesmo dentro de casa
Gerenciar o estresse

Fontes:

Você pode se proteger e evitar a propagação tomando algumas precauções no dia a dia que ajudam na prevenção do Coronavírus, que são as seguintes:

Higienize regularmente as mãos com água e sabão por 40 a 60 segundos ou com preparações a base de álcool, como o álcool em gel 70%, por 20 a 30 segundos
Evite tocar olhos, nariz e boca antes de limpar as mãos
Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, copos e pratos
Evite contato próximo com qualquer pessoa doente ou com sintomas
Evite contato físico, como abraços, apertos de mãos e beijos no rosto
Desinfete superfícies e objetos tocados frequentemente, incluindo celulares, maçanetas, mesas e interruptores com solução de água e sabão ou álcool 70%
Evite ambientes aglomerados e mal ventilados

Fonte:

O uso de álcool em gel 70% (com concentração de 70% de álcool por 20 a 30 segundos), assim como a lavagem de mãos com água e sabão por 40 a 60 segundos, são eficazes para eliminar o Coronavírus e a maioria dos germes, desde que a higienização das mãos seja praticada regularmente e cuidadosamente.

O álcool em gel pode ser uma opção mais conveniente quando você estiver fora de casa. No entanto, quando as mãos estiverem visivelmente sujas, use água e sabão.

Fontes:

O período de incubação do Covid-19, que é o tempo decorrido entre o contágio pelo vírus e o surgimento dos primeiros sintomas, pode variar de 1 a 14 dias. Em média, esse intervalo é de 5 dias.

Fonte:

Atualmente, estão sendo adotadas medidas de contenção em todo o País para evitar a disseminação do Covid-19. Fique atento às recomendações do Ministério da Saúde. As orientações vigentes, divulgadas em março de 2020, incluem o seguinte:

Evitar circular nas ruas, fugir dos períodos de pico e, quando possível, realizar o trabalho de casa (home office)
Isolamento domiciliar para casos suspeitos e confirmados de Covid-19 e pessoas que vivem no mesmo domicílio, desde que com atestado médico

Fontes:

Cuidados preventivos em casa mesmo sem infectados

Deve-se higienizar as mãos antes e depois de tocar nos olhos, boca, utilizar o banheiro ou ainda, em qualquer momento em que for manusear alimentos. Além disso, o tempo recomendado para o processo de lavagem de mãos com água e sabão é de 40 a 60 segundos, e de 20 a 30 segundos com preparações alcoólicas, como o álcool gel.

Além disso, outros cuidados que você pode adotar são:

Tirar os sapatos logo ao entrar em casa e deixá-los em lugar isolado até higienizá-los com água e sabão ou produto próprio a base de detergente
Limpar celular, fones de ouvido e óculos com álcool ou pano úmido com água e sabão
Deixar chave de casa, carteira e bolsa em um local isolado, longe do contato das pessoas
Se tiver animais de estimação e sair com eles, desinfetar as patas com água e sabão ao retornar
Deixar as roupas em um saco plástico no cesto de roupas para lavar
Se trouxer embalagens e objetos, limpar com um litro de água para 20ml de água sanitária antes de guardar

Fontes:

É aconselhável não compartilhar objetos de uso pessoal, como toalhas de rosto e corpo, escova de dentes, louças e talheres. Recomenda-se não usar a mesma toalha para secar o rosto e as mãos.

Fonte:

Primeiro, é importante ficar atento à graduação do álcool. Apenas o álcool 70% é capaz de inativar o Coronavírus. Objetos tocados frequentemente, como maçanetas, controle remoto, mesas, telefone, corrimão e interruptores, devem ser limpos diariamente com solução de água e sabão ou álcool 70%. Os banheiros também devem ser desinfetados todos os dias pois as fezes podem hospedar o Coronavírus. Para a limpeza de superfícies e chão, água e sabão são suficientes.

Fontes:

Pessoas com 60 anos ou mais são consideradas grupo de risco para o Coronavírus. Se você mora com um idoso, fique atento aos cuidados:

Se a casa oferece risco de exposição ao vírus, verifique se há outro lugar mais seguro para o idoso permanecer
Suspenda as visitas presenciais e oriente a família a manter contato por telefone e vídeo
Certifique que a pessoa idosa mantenha hábitos saudáveis de alimentação, higiene, hidratação e sono
Caso o idoso faça algum tratamento médico, certifique que ele tome seus medicamentos corretamente e se a medicação é suficiente, para que ele não precise sair de casa para consultas médicas não programadas
Todos os moradores devem cumprir à risca as medidas preventivas de higiene pessoal e limpeza da casa

Fontes:

Cuidados em casa se algum morador estiver com suspeita ou diagnóstico positivo para Coronavírus

O Ministério da Saúde recomenda que a pessoa infectada com Coronavírus fique em isolamento domiciliar para não propagar a doença. Se há mais moradores no local, é necessário seguir alguns cuidados, como:

Reservar um quarto e um banheiro para uso exclusivo da pessoa em isolamento. A porta do quarto deve permanecer fechada, mas as janelas abertas para ventilação
Se a casa só tiver um quarto e um banheiro, o ideal é deixar que as pessoas não infectadas durmam na sala, por exemplo
As superfícies do banheiro devem ser desinfectadas com solução de água e sabão, água sanitária ou álcool 70% sempre que a pessoa infectada usar: pia, vaso sanitário, torneira, descarga, maçanetas. As fezes podem hospedar o Coronavírus
Objetos pessoais da pessoa em isolamento, como toalhas de rosto, toalhas de banho, escova de dente, não devem ser compartilhados e devem ser mantidos em ambiente separado dos objetos das outras pessoas
Ao dividir outros cômodos com outras pessoas, a pessoa com Coronavírus deve usar máscara o tempo todo, devendo ser substituída a cada 2h ou se estiver úmida, e manter uma distância de, pelo menos, dois metros das demais
Não compartilhar sofá, colchão, roupas, louças e outros objetos com a pessoa contagiada
O lixo da pessoa infectada deve ser descartado separadamente e suas roupas de cama devem ser sempre lavadas após o uso, também separadamente

Fontes:

A máscara deve ser usada pela pessoa infectada com Coronavírus sempre que ela estiver em algum ambiente compartilhado com outras pessoas.

Fontes:

A pessoa infectada com Coronavírus deve cobrir nariz e boca com um lenço de papel ao tossir ou espirrar, descartando-o em seguida em um lixo separado do usado pelas outras pessoas. Depois, é necessário lavar bem as mãos com água e sabão, por 40 a 60 segundos, ou com solução à base de álcool 70%, como o álcool em gel, por 20 a 30 segundos.

Fonte:

Os objetos pessoais e utensílios domésticos, como louças e talheres, usados pela pessoa com Coronavírus não devem ser compartilhados com as demais. As roupas de cama devem ser lavadas separadamente.

Fonte:

Sim. Superfícies e objetos que são frequentemente tocados, como mesas, maçanetas, corrimão, controle remoto, telefone, entre outros, devem ser limpos com solução de água e sabão ou álcool 70% diariamente. O piso também pode ser limpo com água e sabão e, caso deseje potencializar a limpeza, use água sanitária.

Fonte:

Alguns sinais indicam que a pessoa com Coronavírus precisa de atendimento médico urgente. São eles:

Dificuldade para respirar
Dor persistente ou pressão no peito
Lábios ou face azulados
Confusão mental e/ou dificuldade em despertar

Caso perceba qualquer outro sinal ou sintoma incomum e preocupante, não hesite em procurar ajuda médica.

Fonte:

Caso a pessoa com Coronavírus não tenha feito teste para saber se ainda pode contagiar alguém, os cuidados do isolamento domiciliar só devem ser suspensos após todas as condições:

Estar sem febre por, pelo menos, 72 horas (sem uso de medicamentos para reduzir a temperatura)
Melhora dos sintomas, como tosse e dificuldade em respirar
Ter passado entre 10 a 14 dias desde o aparecimento dos primeiros sintomas

Fonte:

Coronavírus em gestantes e em bebês, cuidados e prevenção

Tire suas dúvidas sobre Coronavírus em gestantes e sobre cuidados que devem ser adotados para diminuir o risco de infecção de Coronavírus em bebês pelas mães.

Estudos testaram o leite materno de mães infectadas por Covid-19 e o vírus não foi detectado. Ainda não se pode afirmar, no entanto, que ele não é transmitido via amamentação. Deve-se sempre tomar os devidos cuidados de higiene durante a amamentação, a fim de evitar a contaminação de Coronavírus em bebê.

Fontes:

A disseminação do Coronavírus acontece por meio de gotículas produzidas no organismo daqueles que estão infectados e que são liberadas quando a pessoa tosse ou espirra. Assim, as mães que testaram positivo para Covid-19 devem seguir todas as indicações de higiene a fim de evitar a contaminação da criança, como sugerido a seguir.

Lavar as mãos com água e sabão por 40 a 60 segundos ou com solução a base de álcool, como o álcool em gel, por 20 a 30 segundos, antes de todas as vezes que for tocar na criança
Usar máscara durante a amamentação
Nos casos em que o leite materno é extraído por bombas, higienizar as mãos e o equipamento antes e depois do manuseio
Se possível, permitir que uma pessoa não infectada alimente o bebê com o leite extraído

Fonte:

Medidas de prevenção do Coronavírus para profissionais de saúde

Conheça as respostas para as principais dúvidas sobre as medidas de prevenção do Coronavírus para profissionais de saúde recomendadas pelo Ministério da Saúde e pela Anvisa.

Medidas de controle no ambiente assistencial

Equipamentos de uso compartilhado – estetoscópios, aparelho para aferição de pressão arterial, termômetros e materiais hospitalares não descartáveis, por exemplo, devem ser limpos e desinfetados com álcool 70% após o uso. A higiene das superfícies deve ser realizada sempre que necessário ou ainda, uma vez por turno e nas altas ou nas trocas de pacientes de leito com o saneante de superfície padronizado.

Higienização das mãos – imediatamente antes de tocar mucosas (como olho, boca e outras), antes de alimentar-se e durante o cuidado dos pacientes respeitando os cinco momentos de higienização.

Utilização de EPI – para evitar contato direto com fluídos corporais, como protetor ocular ou protetor de face, luvas, avental, máscara cirúrgica ou máscara para proteção contra aerossóis padrão de segurança N95/PFF2 ou equivalente em procedimentos de aerossolização.

Cortes e picadas – além de ser uma recomendação geral para cuidados em saúde, a prevenção de picadas de agulha ou ferimento por objetos cortantes também deve ser observada em relação ao Coronavírus.

Resíduos – descartar adequadamente os resíduos, segundo o regulamento técnico da Anvisa para gerenciamento de resíduos de serviços de saúde.

Limpeza – realizar desinfecção de equipamentos e limpeza do ambiente com solução de hipoclorito de sódio ou peróxido de hidrogênio em pisos e superfícies inclusive dos banheiros;

Cuidados ao atender uma pessoa com suspeita de estar infectada com o Covid-19

É recomendado tomar medidas de higiene e usar equipamento de proteção individual (EPI), que deve ser vestido antes do cuidado dos pacientes. Os itens de EPI e as medidas de higiene são os seguintes:

Uso de luvas
Uso de máscara cirúrgica ou máscara com proteção contra aerossóis (N95, PFF2 ou equivalente), sendo que a segunda é obrigatória em procedimentos que gerem aerossolização
Uso de avental para proteção
Uso de avental para proteçãoLavar as mãos respeitando os cinco momentos de higiene das mãos durante 40 a 60 segundos com água e sabão ou com preparações à base de álcool 70%, como o álcool em gel
Desinfetar com frequência objetos e superfícies tocados com o saneante de superfície recomendado
Limitar procedimentos indutores de aerossóis
Limitar procedimentos indutores de aerossóis
Manter os ambientes limpos e ventilados

Atenção: desde o primeiro contato, deve ser fornecida máscara cirúrgica para a pessoa com suspeita de Coronovírus e ela deve ser encaminhada para uma área separada ou sala de isolamento.

Fonte:

Se você tiver uma exposição desprotegida (ou seja, não estiver usando o equipamento de proteção individual – EPI – recomendado) a um paciente com caso confirmado ou possível de Covid-19, entrar em contato com seu líder/gestor imediatamente para saber como proceder.

Fonte:

Profissionais de apoio – limpeza, manutenção, nutrição e outros:

Higienização das mãos com água e sabão ou preparação alcoólica (à base de álcool 70%, como o álcool em gel) durante 40 a 60 segundos frequentemente
Usar a paramentação adequada conforme recomendação e tipo de procedimento ou atividade

Recepcionistas, vigilantes ou outros que atuem no acolhimento dos pacientes no serviço de saúde:

Higienização das mãos com água e sabonete líquido ou preparação alcoólica 70% de acordo com disponibilidade antes de qualquer contato com suas mucosas (olhos, boca, nariz e outras), antes de alimentar-se, após o contato com superfícies e entre os atendimentos
Uso de máscara cirúrgica

Recepcionistas, vigilantes ou outros que atuem no acolhimento dos pacientes no serviço de saúde:

Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro do que acontece no Leforte

Testemunhos

Gostaríamos de agradecer ao Dr Pierry Louys Batista, em nome de todos os pediatras, toda equipe assistencial, de atendimento, segurança, higiene e do laboratório Delboni, pois percebemos que houve a verdadeira hospitalidade que todos falam, mas poucos exercem: a de fora dos livros.

Gustavo Ambrósio Tenório

Equipe de enfermagem muito bem preparada, atenta e disponível para qualquer chamado. Muito educada e cordial também, por exemplo, sempre ao entrar no quarto os enfermeiros avisavam meu pai que a luz seria acesa, não acendendo diretamente na “cara” da pessoa, que estava despreparada.

Antônio Rafael de Carvalho
banner