Grupo Leforte contará com inteligência artificial para monitorar pacientes com COVID-19

A partir desta semana, o Grupo Leforte passará a usar uma ferramenta de inteligência artificial para auxiliar no monitoramento de pacientes com Covid-19, capaz de indicar possíveis casos de deterioração do quadro clínico e de sepse. Batizada de Robô Laura, a plataforma virtual criada pela startup paranaense Laura, estará disponível nas três unidades hospitalares do Leforte (Liberdade, Morumbi e Hospital e Maternidade Christóvão da Gama, em Santo André).

Por meio de algoritmos, o software conectará os prontuários eletrônicos dos pacientes a um painel de gestão localizado na central de enfermagem das UTIs. Cada novo dado sobre os sinais vitais, além dos exames coletados em tempo real, terão uma classificação de risco alto, médio ou baixo, ajudando a equipe a priorizar o atendimento. Entre os dados informados estarão temperatura do paciente, frequências cardíaca e respiratória, pressão arterial sistólica e diastólica, saturação de oxigênio e glicemia capilar.

“O programa contribuirá para um cuidado mais intensivo e eficiente dos pacientes em que o novo coronavírus avança mais rápido. Além disso, a ferramenta também estará disponível no pronto socorro das três unidades. Notamos que alguns pacientes estão chegando ao pronto atendimento em estado já avançado da doença. Com isso, poderemos agilizar o atendimento desses casos”, diz Tiago Damasceno, superintendente de TI do Grupo Leforte.
O Robô Laura é uma tecnologia inovadora implantada nos hospitais para identificação precoce dos riscos de deterioração clínica. Ativo desde 2016, o robô já teve cerca de 2,5 milhões de atendimentos analisados e reduziu em 25% a taxa de mortalidade hospitalar. Além de ajudar a salvar 12 vidas por dia, a tecnologia é um instrumento para otimização de tempo e recursos em saúde. “A tecnologia da Laura, que já era importante antes da pandemia, se tornou estratégica para eficiência no tratamento de pacientes de COVID-19, porque oferece informações fundamentais no processo de decisão e ação dos profissionais de saúde, que neste momento precisam agir com urgência e precisão”, comenta Cristian Rocha, CEO da startup Laura.

No Grupo Leforte, a ferramenta de inteligência artificial está disponível por meio de uma parceria com o Eurofarma Synapsis, programa de aceleração da Eurofarma em parceria com a Endeavor, que visa apoiar o empreendedorismo na América Latina e incentivar inovação ligada à área de saúde.

Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro do que acontece no Leforte

Testemunhos

Gostaríamos de agradecer ao Dr Pierry Louys Batista, em nome de todos os pediatras, toda equipe assistencial, de atendimento, segurança, higiene e do laboratório Delboni, pois percebemos que houve a verdadeira hospitalidade que todos falam, mas poucos exercem: a de fora dos livros.

Gustavo Ambrósio Tenório

Equipe de enfermagem muito bem preparada, atenta e disponível para qualquer chamado. Muito educada e cordial também, por exemplo, sempre ao entrar no quarto os enfermeiros avisavam meu pai que a luz seria acesa, não acendendo diretamente na “cara” da pessoa, que estava despreparada.

Antônio Rafael de Carvalho
banner