Orientações Gerais

Conheça as orientações gerais do Grupo Leforte sobre direitos e deveres do paciente e respostas para perguntas mais frequentes.

Orientações gerais para o paciente

Direitos dos pacientes

Os pacientes possuem uma série de direitos quanto aos serviços prestados presencialmente em qualquer unidade do Grupo Leforte ou mesmo à distância, por exemplo:
  • Receber informações claras, simples e compreensíveis sobre o diagnóstico, exames solicitados, ações terapêuticas, riscos e benefícios do tratamento proposto;
  • Ter um atendimento digno atencioso e respeitoso, seja qual for a sua etnia, credo, idade, sexo ou condição de saúde.

Deveres dos pacientes

Os pacientes, ou seus responsáveis, também possuem vários deveres em relação a qualquer serviço prestado pelo Grupo Leforte em suas dependências ou fora, tais como:
  • Fornecer informações completas e precisas sobre o seu estado de saúde ou de mudanças inesperadas para o profissional que o atende;
  • Respeitar os direitos dos demais pacientes, acompanhantes funcionários e prestadores de serviço da Instituição, tratando-os com civilidade e cortesia.

Em virtude da pandemia de Covid-19, o Grupo Leforte definiu que não estão autorizadas visitas nas unidades COVID ou NÃO COVID em quaisquer das unidades de internação (UTIs, UIs, Pediatria).
Será permitido acompanhantes somente para:

  • Previstos em lei (menores de idade, idosos, portadores de necessidade especial e parturientes/puérperas). Para estes acompanhantes, será necessário a apresentação do resultado do teste de COVID-19 (RT-PCR ou Teste Rápido de Antígeno), com validade de 7 dias, sendo necessário que acompanhante repita o teste após este período. Será permitido o revezamento de 2 pessoas, que deverão ser devidamente cadastradas na recepção. A troca entre os acompanhantes deverá acontecer no intervalo de 24 horas;
  • Os testes rápidos de sorologia IgG e IgM, não são recomendados por não assegurar que o cliente esteja com infecção ativa. Fica a critério do cliente eleger o local onde realizará o exame. Caso ele solicite informações sobre os nossos serviços, podemos apresentar os testes COVID disponíveis, bem como os valores, deixando claro que o custo pelo exame fica a cargo do acompanhante;
  • Para pacientes cirúrgicos, serão solicitados os testes cpara os acompanhantes dos clientes que possuem direito previsto em lei (menores de idade, idosos, portadores de necessidade especial e parturientes/puérperas). Para os acompanhantes que permanecerão com o paciente até o procedimento cirúrgico e posteriormente não continuarão acompanhando o cliente, NÃO será necessário solicitar o teste.
  • Para pacientes de colonoscopia e endoscopia, será solicitado o teste apenas para os casos que necessitarem internação e o mesmo permanecer mais de 24h na instituição. Nestes casos, será solicitado o teste COVID para o paciente (este ficará a cargo do hospital) e para o acompanhante (este fica a cargo do acompanhante). Ressaltamos, que será permitido acompanhante apenas para os casos previstos em lei.
  • Nas acomodações em apartamento, será permitido acompanhantes para os casos previstos em lei (menores de idade, idosos, portadores de necessidade especial e parturientes/puérperas), sendo necessário a apresentação do resultado do teste para COVID.

Maternidade

  • Na maternidade, é direito da parturiente ter ao seu lado um acompanhante no momento do parto, para este acompanhante será necessário a apresentação do teste COVID. Caso o acompanhante da puérpera não seja o mesmo que acompanhou o parto, deverá ser solicitado a apresentação do teste COVID.
  • Na UTI Neonatal, é necessário a solicitação do teste COVID para os pais que permanecerem acompanhando o paciente.

IMPORTANTE: Todos os resultados dos testes para COVID devem ser NEGATIVOS para liberação do acompanhante.

Seguem abaixo as orientações sobre os horários na UTI Neonatal:

MATUTINO VESPERTINO NOTURNO

AMAMENTAÇÃO
07h-10h
13h-16h
19-22h
01h – 04h

CANGURU
14h-18h30
Mãe (segunda a sexta)
Pai (sábado e domingo)

VISITA MÉDICA
9h (segunda a sexta)
11h (sábado e domingo)
20h (se necessário)

VISITA DOS PAIS
9h (segunda a sexta)
11h (sábado e domingo)
20h- 20h30

OUTRAS VISITAS
Suspenso no momento
(Chamada de vídeo às 11h, aos domingos)

Restrições para visitas
VISITAS SUSPENAS EM VIRTUDE DA PANDEMIA DO CORONAVÍRUS

Liberação de visitas

Unidade de Internação (NÃO COVID):

  • Horários: apartamento e enfermaria (será permitido 1 visitante das 17h às 18h), sem revezamento de visitantes;
  • Limite de visitantes: 1 por dia
  • Triagem de sintomas: deverá ser realizada a triagem na recepção de Controle de Acesso através de um checklist (questões simples sobre sinais e sintomas, contato com pessoas positivas para COVID e sobre a vacina contra);
  • Liberação de Acompanhante: liberado nos apartamentos e em enfermarias para os casos previstos em lei (se visita, trocar com acompanhante). É necessário que o acompanhante esteja vacinado há 15 dias com a 2ª dose.
  • Não é necessário que o acompanhante desça para que o visitante suba, a troca será dentro do quarto.

Unidade de Internação Pediátrica Não COVID:

  • Horários: apartamento e enfermaria (será permitido 1 visitante das 19h às 20h), sem revezamento de visitantes. Não é necessário que o acompanhante desça para que o visitante suba;
  • Limite de visitantes: 1 por dia
  • Triagem de sintomas: deverá ser realizado a triagem na recepção de Controle de Acesso através de um checklist (questões simples sobre sinais e sintomas, contato com pessoas positivas para COVID e sobre a vacina contra);
  • Liberação de Acompanhante: É obrigatório a presença de um acompanhante maior de idade (exceto pais menores de idade), conforme ECA. Será realizada uma triagem pela equipe assistencial para validação da permanência do mesmo.

Unidade de Internação (COVID) – Adulto e Pediátrica

  • Será permitida a entrada de acompanhante em casos previstos por lei após assinatura do termo de responsabilidade.
  • Não é necessário que o acompanhante desça para que o visitante suba, a troca será dentro do quarto (quando necessário).

UTI (NÃO COVID):

  • Escala de visitas: Leitos pares (visitas permitidas dias pares) e leitos ímpares (visitas permitidas dias ímpares).
  • Horários: UTI 2 – 11h às 12h –
    UTI 3 e 4 – 16h às 17h
  • Limite de visitante: 1 pessoa
  • Triagem de sintomas: aplicar o check-list

UTI (COVID):

  • Não é permitido acompanhante ou visitante (discutir com SCIH e Diretoria situações excepcionais).

UTI Neonatal:
Será permitida apenas a entrada dos pais para visita ao RN, após a triagem dos pais (realizada pela equipe assistencial).
*Será permitida a entrada apenas dos pais ou responsáveis após triagem de avaliação.

UTI Pediátrica Não COVID:

  • Escala de visitas: Leitos pares (visitas permitidas dias pares) e leitos ímpares (visitas permitidas dias ímpares).
  • Horários: 16h às 17h
  • Limite de visitante: 1 pessoa
  • Triagem de sintomas: aplicar o check-list
    *A presença do acompanhante é obrigatória. Não é necessário que o acompanhante desça para que o visitante suba, a troca será dentro do quarto.

UTI Pediátrica COVID:
*Não será permitida as visitas, apenas acompanhante (ECA).

Situações especiais:

  • Discutir caso a caso;
  • Terminalidade;
  • Pacientes com deficiências, psiquiátricos, quadros demenciais

A Resolução SS/SEDPcD-01 de 23 de junho de 2020 da Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo reconhece a importância da presença de um membro da família ou cuidador para pessoas portadoras de deficiências hospitalizadas por COVID-19 como forma de resguardar a segurança do próprio paciente. Essa resolução e a nota técnica a ela vinculada garantem às pessoas com deficiência internadas com essa infecção o direito de serem acompanhadas durante a hospitalização por um familiar ou um cuidador, nas situações em que os indivíduos com deficiência sejam incapazes de se comunicar e dependentes de terceiros para alimentação, higiene e locomoção.

Orientações:

  • Um único acompanhante por vez nas situações previstas na nota técnica.
  • O acompanhante deve ser necessariamente uma pessoa adulta (18 anos ou mais) e preferencialmente com menos de 60 anos e vacinada (2ª dose há mais de 15 dias).
  • Devem ser desencorajados acompanhantes com faixa etária maior ou igual a 60 anos ou portadoras de doenças crônicas/imunossupressão que configurem fator de risco para quadros graves de COVID-19.
  • Os acompanhantes devem ser devidamente esclarecidos sobre os riscos de aquisição de COVID-19 e sobre as normas de segurança hospitalar para evitar o contágio e a disseminação do vírus, assinando um termo de responsabilidade, onde não apenas reconhecem os riscos de contaminação ao aceitarem ser acompanhantes de um paciente em área COVID-19, como se comprometem a seguir as normas institucionais (anexo 1).
  • Todo acompanhante deve ser submetido a triagem de sintomas no primeiro dia e diariamente.
  • Preferencialmente, os pacientes sobre os quais versa a nota técnica devem ser alocados juntamente com seus acompanhantes em quartos privativos e com banheiro próprio, que será compartilhado pelo paciente e seu acompanhante. Quando isso não for possível, devido a exiguidade de leitos para internação de pacientes com casos confirmados ou suspeitos de COVID-19, tanto paciente quanto acompanhante deverá estar ciente que estarão no mesmo ambiente de outros pacientes com quadro clínico semelhante, confirmados ou suspeitos.
  • Durante o período de permanência do acompanhante no hospital, o mesmo deverá se restringir ao quarto do paciente, sendo proibido transitar por outras áreas do hospital sem autorização da equipe de saúde.
  • Com o objetivo de minimizar os riscos de contágio e disseminação do vírus, é recomendado que as trocas de acompanhantes sejam a cada 24 horas. Qualquer exceção a esta regra, deverá ser discutido com os gestores responsáveis pela área.
  • A dieta do acompanhante deverá ser oferecida pelo serviço de nutrição do hospital e o acompanhante informado da necessidade de realizar as refeições dentro do quarto do paciente.
  • Quando da substituição de acompanhantes nas unidades COVID, a triagem deverá ser realizada pela equipe da recepção e a equipe assistencial deve ser notificada para aplicação de termo de responsabilidade.
  • Os acompanhantes devem permanecer de máscara cirúrgica ou tipo N95/PFF2, de acordo com a orientação da equipe assistencial, para uso durante o período de sua permanência no hospital. A periodicidade de troca de máscaras dos acompanhantes deverá seguir as recomendações da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar de cada hospital.
  1. O paciente tem o direito de receber um atendimento digno, atencioso e respeitoso, sem preconceito de etnia, credo, idade, sexo, diagnóstico ou qualquer outra forma de preconceito.
  2. Ser identificado pelo nome, sobrenome data de nascimento. Preservar a sua identidade de gênero e nome social, se assim o preferir. Não ser identificado pelo nome da sua doença ou agravo à saúde, número ou código, ou ainda outras formas impróprias, desrespeitosas ou preconceituosas. Identificar os profissionais da instituição por meio do crachá visível, com nome e função.
  3. Acessar o seu prontuário, de acordo com as leis vigentes e as normas da instituição. Receber informações claras, simples e compreensíveis (adaptadas à sua condição cultural) sobre o diagnóstico, exames solicitados, ações terapêuticas, riscos e benefícios do tratamento proposto.
    • O paciente tem direito de receber toda e qualquer informação sobre os medicamentos que lhe serão administrados.
    • O paciente tem direito de ser informado sobre a procedência do sangue ou hemoderivados para a transfusão, bem como a comprovação das sorologias efetuadas e a sua validade.
    • O paciente tem direito a manter a sua privacidade, com atendimento em lugar adequado e conduta profissional que resguarde essa privacidade.
  4. Ter assegurada a preservação de sua imagem e identidade e respeito a seus valores éticos, morais e culturais, independentemente de seu estado de consciência.
  5. Ter resguardada a confidencialidade de todo e qualquer segredo pessoal, através da manutenção do sigilo profissional, desde que não acarrete risco aos terceiros ou à saúde pública. Os segredos do paciente correspondem a tudo aquilo que, mesmo desconhecido pelo próprio paciente, possa o profissional de saúde ter acesso e compreender através das informações obtidas no histórico do paciente, exame físico, exames laboratoriais ou de imagem.
  6. Consentir ou recusar, de forma livre, voluntária e esclarecida, com adequada informação para o exercício de sua autonomia, procedimentos diagnósticos e terapêuticos a serem nele realizados, observadas as normas legais em vigor e especialmente o contido no Código de Ética Médica. Revogar, desde que não haja risco de morte, qualquer consentimento que tenha dado anteriormente, previamente à realização do procedimento, por decisão livre, consciente e esclarecida, sem que lhe sejam imputadas sanções morais ou legais.
  7. Recusar assistência moral, psicológica, social ou religiosa.
  8. Verificada a sua incapacidade no entendimento e na manifestação da vontade, de ser representado junto ao Hospital por responsável legal devidamente habilitado, observadas as normas legais em vigor.
  9. O paciente idoso tem o direito de manter um(a) acompanhante durante sua hospitalização, segundo o critério médico.
  10. O paciente adolescente tem direito de manter um(a) acompanhante durante a hospitalização, indicada por ele ou por seus responsáveis/tutores legais que poderão acompanhá-lo, em período integral, durante sua hospitalização.
  11. Sendo adolescente (faixa etária entre 12 e 18 anos), desde que identificado como capaz de compreender seu problema e de conduzir-se por seus próprios meios: Ser atendido, se o desejar, sem acompanhante em consultas e outros atendimentos, com garantia de sua individualidade e confidencialidade e quanto ao acesso a recursos diagnósticos e terapêuticos. No entanto, frente a situações consideradas de risco e quando indicado qualquer procedimento de alguma complexidade, será necessária a participação e o consentimento dos pais ou responsáveis, devendo esta quebra de sigilo profissional ser informada e justificada previamente ao adolescente.
  12. Sendo criança ou adolescente: Ter a mãe, o pai ou responsável/tutor legal considerados defensores dos seus interesses, participando ativamente nas decisões relativas aos procedimentos diagnósticos, terapêuticos e anestésicos recebendo todas as informações e esclarecimentos pertinentes, salvo quando existir determinação judicial em contrário;
    • Não ser exposto aos meios de comunicação sem sua expressa vontade e a de seus pais ou responsáveis.
  13. Sendo idoso, obter o cumprimento do disposto nos artigos 16 a 18, do “Estatuto do Idoso” – opção por tratamento que lhe seja mais favorável, bem como o de ser atendido por profissionais treinados e capacitados para o atendimento de suas necessidades, direito a acompanhante, desde que o parecer médico seja favorável.
  14. Sendo dependente física e/ou psiquicamente, tem o direito à permanência, em tempo integral, de um acompanhante durante o tratamento em regime de internação, desde que o parecer médico seja favorável.
  15. O paciente tem o direito de consultar uma segunda opinião médica, quando desejar, sem sofrer constrangimento pela decisão manifestada. Nessa situação, o médico responsável deve ser comunicado e os honorários da segunda opinião serão de responsabilidade do paciente. Todo médico deve ser obrigatoriamente cadastrado na instituição, garantindo assim a excelência e segurança preconizadas pelo Hospital.
  16. Acesso às contas hospitalares referentes às despesas particulares do seu tratamento e estadia, de acordo com as rotinas institucionais, bem como de indicar um responsável financeiro, comunicando o Hospital sobre qualquer alteração nessa indicação, quando a internação for financiada por um convênio ou operadora de saúde, tais informações deverão ser obtidas diretamente com o convênio ou operadora de saúde.
  17. Ser prévia e expressamente informado quando o tratamento proposto for experimental ou fizer parte de pesquisa.
  18. Conhecer as normas e os regulamentos do funcionamento do Hospital.
  19. Conhecer os seus direitos.
  20. Expressar suas manifestações (elogios, queixas e sugestões) para a direção da Instituição, através da Ouvidoria, e receber as informações e esclarecimentos pertinentes, de acordo com suas normas e regulamentos.
  21. Ser tratado com dignidade e respeito após a sua morte e não ter nenhum órgão ou tecido retirado de seu corpo sem sua prévia autorização, de sua família ou de seu responsável legal.
  1. Fornecer informações completas e precisas sobre o seu histórico de saúde.
    • Notificar as mudanças inesperadas de seu estado de saúde atual aos profissionais responsáveis pelo seu tratamento e cuidados.
    • O paciente deve confirmar o entendimento das ações que estão sendo efetuadas ou propostas visando à cura dos agravos à sua saúde à prevenção das complicações ou sequelas, à sua reabilitação e à promoção da sua saúde, fazendo perguntas sempre que tiver dúvidas.
  2. O paciente tem o dever de seguir as instruções recomendadas pela equipe multiprofissional que o assiste, sendo responsável pelas consequências da sua recusa.
  3. Respeitar os direitos dos demais pacientes, acompanhantes funcionários e prestadores de serviço da Instituição, tratando-os com civilidade e cortesia, contribuindo no controle de ruídos.
  4. Preservar os recursos do Hospital, colocados à sua disposição.
  5. Respeitar a lei antifumo, que dispõe sobre a obrigatoriedade de não consumir cigarros, cigarrilhas, charutos ou qualquer outro produto fumígeno em ambientes coletivos, públicos ou privados e nas dependências do Hospital, incluindo áreas de circulação pública, restaurantes, escadas, banheiros, pátios internos, estacionamentos e qualquer outro lugar coberto ou aberto, inclusive dentro de veículos nas proximidades das entradas imediatas dos edifícios.
  6. Tomar ciência das condições para admissão para pacientes nesta Instituição.
    • Notificar ao Hospital e ao seu Médico titular sobre as mudanças inesperadas na cobertura do seu Plano de Saúde, seguradora ou Empresa, assim como outras restrições;
    • Ser responsável por toda e qualquer despesa incorrida durante a internação do paciente ou seu atendimento ambulatorial, mediante glosas ou situações de conflito com seu Plano de Saúde, seguradora ou Empresa, se comprometendo a negociar diretamente com os mesmos e isentando o Hospital de qualquer responsabilidade.
  7. Em se tratando de crianças, adolescentes ou adultos considerados legalmente incapazes, os direitos e deveres do paciente acima relacionado deverão ser exercidos pelos seus respectivos responsáveis legais.
  8. É direito do médico renunciar ao atendimento de um paciente, desde que não se caracterize risco iminente de morte e que comunique tal atitude previamente ao paciente ou seu responsável, assegurando-lhe a continuidade dos cuidados e fornecendo todas as informações necessárias ao médico que o suceder.
  9. O paciente e/ou acompanhante não devem manusear qualquer equipamento utilizado no auxílio à assistência.
  10. Os pacientes e/ou acompanhante tem o dever de zelar pelos seus pertences pessoais durante sua permanência no hospital.
  11. Seguir as regras de visitas estabelecidas pela instituição em relação aos dias, horários número e comportamentos de seus visitantes.
  12. Respeitar etnia, raça, cor, religião, procedência nacional ou regional, situações consideradas discriminatórias ou preconceituosas, poderão ser enquadradas como discriminação, conforme previsto na lei Nº 7.716/1989.
  13. Não expor a vida ou a saúde de outrem a perigo, conforme Artigo 132 do Decreto Lei nº 2.848.

Solicitar prontuário médico no Grupo Leforte é simples. É necessário encaminhar e-mail para a unidade na qual o procedimento e/ou internação foi realizado, conforme endereço a seguir:

Após enviar mensagem para um dos e-mails informados, o setor correspondente retornará, disponibilizando o formulário para o preenchimento dos dados do paciente e as demais orientações (situações, valores e prazos).

Unidades Liberdade, Morumbi e Santo André– para acessar os resultados de exames de imagem realizados, você pode fazer a solicitação pelo nosso site:

  1. Selecione no menu a opção “Atendimento”. Clique em “|Exames” e, em seguida, “Impressão de exames”.
  1. Preencha o formulário da unidade desejada.
  1. Atenção! Confira abaixo os prazos, endereços e horários para retirar a impressão dos laudos de imagens nas respectivas unidades:

Leforte Liberdade (Prazo 5 dias)
Segunda a sexta-feira, das 11h às 16h.
Rua da Glória, 676. Liberdade.

 Leforte Morumbi (Prazo 5 dias)
Segunda a sexta-feira, das 11h às 17h.
Rua Três Irmãos, 121. 1º subsolo. Morumbi.

Hospital e Maternidade Christóvão da Gama (Prazo 5 dias)
Segunda a sexta-feira, das 7h30 às 19h. Aos sábados, das 7h30 às 11h.
Recepção Central: Av. Dr. Erasmo, 18. Vila Assunção. Santo André.

A nota fiscal eletrônica é enviada para o e-mail informado pelo paciente. Mas também é possível solicitar diretamente, conforme orientações abaixo:

Hospital Leforte Liberdade: de segunda a sábado, das 6h às 18h.

Clínica e Diagnósticos Leforte Liberdade: de segunda a sexta, das 6h às 19h20 e sábados, das 6h às 14h20.
Informações: (11) 3345-2231/2114

 Hospital Leforte Morumbi: de segunda a sábado, das 6h às 18h.

Clínica e Diagnósticos Leforte Morumbi: de segunda a sexta, das 7h às 19h20 e sábados, das 7h às 13h.
Informações: (11) 3723-4640/4920

Hospital e Maternidade Christóvão da Gama: de segunda a sábado, das 8h às 18h.

Clínica e Diagnósticos Christóvão da Gama: de segunda a sexta, das 7h às 19h20 e sábados, das 7h às 13h.
Informações: (11) 4468-8198/4993-3661

Clínica e Diagnósticos Leforte Alphaville: de segunda a sexta, das 7h às 19h e sábados, das 7h às 13h.
Informações: (11) 2135-0161

Oncologia Leforte Higienópolis: de segunda a sexta, das 8h às 18h.
Informações: (11) 3797-3063

Oncologia Leforte Alphaville: de segunda a sexta, das 8h às 18h.
Informações: (11) 3797-3063

Kids Leforte: de segunda a sábado, das 7h às 19h.
Informações: (11) 5521-3993

Todos os bens encontrados nas unidades do Grupo Leforte ficam no aguardo da retirada por 90 dias. Após este período, os itens não reclamados são encaminhados para doação.

Informações: [email protected]

O Grupo Leforte oferece consultas (presenciais ou por telemedicina) em diversas especialidades médicas e multidisciplinares tanto para adultos como pacientes pediátricos, bem como para vários exames, que podem ser agendados pelo site, peloAppGrupo Leforte, por telefone ou por WhatsApp.

 

Agendamento pelo sitehttps://www.leforte.com.br/agendamento/

  • Disponível para todas as unidades do Grupo Leforte.

Agendamento pelo aplicativo

  • Baixe o App Grupo Leforte;
  • Disponível para todas as unidades do Grupo Leforte.

Agendamento pelo telefone e WhatsApp no mesmo número – (11) 3345-2288

  • Hospital Leforte Morumbi e para a Clínica e Diagnósticos Leforte Morumbi;
  • Hospital Leforte Liberdade e para a Clínica e Diagnósticos Leforte Liberdade;
  • Clínica e Diagnósticos Leforte Alphaville
  • Kids Leforte.

Agendamento por telefone

  • Hospital e Maternidade Christóvão da Gama e Clínica e Diagnósticos Christóvão da Gama – (11) 4993-3773;
  • Oncologia Leforte Higienópolis – (11) 3797-3000;
  • Oncologia Leforte Alphaville – (11) 4166-4300;
  • Oncologia Leforte Osasco – (11) 4624-6666.

Horário de Atendimento Call Center:
De segunda a sexta-feira, das 7h às 19h e sábados, das 8h às 14h.

O Grupo Leforte atende a várias operadoras de saúde. Para confirmar se o seu convênio é atendido, ligue para a unidade do Grupo Leforte na qual deseja ir.

Por telefone– (11) 3345-2288

  •  Hospital Leforte Morumbi e para a Clínica e Diagnósticos Leforte Morumbi;
  •  Hospital Leforte Liberdade e para a Clínica e Diagnósticos Leforte Liberdade;
  • Clínica e Diagnósticos Leforte Alphaville;
  • Kids Leforte.

Por telefone

  • Hospital e Maternidade Christóvão da Gama e Clínica e Diagnósticos Christóvão da Gama – (11) 4993-3773;
  • Oncologia Leforte Higienópolis – (11) 3797-3000;
  • Oncologia Leforte Alphaville – (11) 4166-4300;
  • Oncologia Leforte Osasco – (11) 4624-6666.

 Horário de Atendimento Call Center:
De segunda a sexta-feira, das 7h às 19h e sábados, das 8h às 14h.

O valor da consulta particular é informado pelo CallCenter da unidade do Grupo Leforte onde ela será realizada.

Por telefone e WhatsApp no mesmo número – (11) 3345-2288

  • Hospital Leforte Morumbi e para a Clínica e Diagnósticos Leforte Morumbi;
  • Hospital Leforte Liberdade e para a Clínica e Diagnósticos Leforte Liberdade;
  • Clínica e Diagnósticos Leforte Alphaville;
  • Kids Leforte.

Por telefone

  • Hospital e Maternidade Christóvão da Gama e Clínica e Diagnósticos Christóvão da Gama – (11) 4993-3773;
  • Oncologia Leforte Higienópolis – (11) 3797-3000;
  • Oncologia Leforte Alphaville – (11) 4166-4300;
  • Oncologia Leforte Osasco – (11) 4624-6666.

Horário de Atendimento Call Center:
De segunda a sexta-feira, das 7h às 19h e sábados, das 8h às 14h.

O Grupo Leforte possui um canal exclusivo para informar o valor de cirurgias particulares. Você pode fazer a solicitação pelo e-mail: [email protected].

Para solicitar orçamento de partos na unidade Hospital e Maternidade Christóvão da Gama você pode solicitar pelo e-mail [email protected]  e [email protected]

Atenção: para identificar corretamente o procedimento a ser realizado, anexe o pedido médico, bem como nome completo do paciente e o telefone para contato.

Para encaminhar uma reclamação, sugestão ou elogio envie um e-mail para

[email protected] com as seguintes informações:

  • Nome completo
  • Data de Nascimento
  • Telefone de contato
  • Unidade de Atendimento
  • Tipo de relato (Reclamação, Sugestão ou Elogio) e a descrição

 

Para falar com a Ouvidor por telefone:

 Liberdade:(11) 3345-2297/2381

Morumbi: (11) 3723-4885/4644

Santo André (HMCG): (11) 4993-3698/(11) 4468-8256

Horário de Atendimento:

De segunda a quinta-feira, das 7h às 18h e as sextas, das 7h às 17h, exceto feriados.

O Grupo Leforte disponibiliza vários canais para que o candidato possa participar de nossos processos seletivos, incluindo os programas de Jovem Aprendiz e de inclusão de Pessoas com Deficiência (PcD)

Acompanhe os anúncios de vagas pelo Linkedin https://www.linkedin.com/company/grupoleforte/jobs/?viewAsMember=true

Ou ainda pelas redes sociais do Grupo Leforte.

Você também pode enviar seu currículo para o e-mail [email protected]

Testemunhos

Gostaríamos de agradecer ao Dr Pierry Louys Batista, em nome de todos os pediatras, toda equipe assistencial, de atendimento, segurança, higiene e do laboratório Delboni, pois percebemos que houve a verdadeira hospitalidade que todos falam, mas poucos exercem: a de fora dos livros.

Gustavo Ambrósio Tenório

Equipe de enfermagem muito bem preparada, atenta e disponível para qualquer chamado. Muito educada e cordial também, por exemplo, sempre ao entrar no quarto os enfermeiros avisavam meu pai que a luz seria acesa, não acendendo diretamente na “cara” da pessoa, que estava despreparada.

Antônio Rafael de Carvalho
banner