Oftalmologia

A oftalmologia é a área da medicina especializada na saúde dos olhos e responsável por cuidar da capacidade de visão das pessoas. Os médicos oftalmologistas trabalham na prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças que afetam os olhos, órbita, pálpebras e glândulas lacrimais. Além disso, acompanham doenças sistêmicas que podem causar graves problemas oculares, como diabetes mellitus, pressão alta e doenças reumatológicas.

Oftalmologia do Grupo Leforte

O Grupo Leforte possui uma equipe de médicos oftalmologistas capacitada composta por especialistas nas diversas áreas da oftalmologia tais como: oftalmopediatria, estrabismo, superfície ocular e córnea, catarata, retina, plástica ocular, vias lacrimais, cirurgia refrativa e lentes de contato.

Todas as unidades do Grupo Leforte que contam com a especialidade fornecem suporte de maneira individualizada a cada paciente, garantindo um rápido diagnóstico e tratamento. Além disso, a parceria com o Centro de Diagnósticos permite uma análise precisa da doença ocular, determinando sua gravidade ou extensão e assegurando um tratamento e acompanhamento de excelência.

Equipe
Médicos especialistas em oftalmologia.
Localização
Locais estratégicos na Grande São Paulo.
Atendimento
Equipe multidisciplinar cuida da sua saúde.
Convênios
Atende convênios e particular.
Exames
Centro de Diagnósticos do Grupo Leforte.
Tratamentos
Centros de Tratamento para a saúde completa.

Agende consulta com especialista em oftalmologia

Doenças frequentes na oftalmologia

O astigmatismo é classificado como erro de refração e causa diminuição da nitidez dos objetos, tanto para longe quanto para perto. Pode ser hereditário e ocorrer juntamente com outros erros de refração, como a miopia e a hipermetropia. O ato de esfregar as mãos nos olhos também pode causar astigmatismo. Alguns sinais e sintomas podem ser:

Visão distorcida, desfocada;
As linhas e os contornos das letras ou objetos não apresentam boa definição;
Dores de cabeça.

A catarata é uma doença que causa opacidade do cristalino (lente que fica dentro do globo ocular), o que diminui a qualidade da visão, podendo causar cegueira. Na maior parte das vezes é causada pelo envelhecimento. Mas, em alguns casos, pode estar presente em jovens e crianças. Outros fatores que podem favorecer o desenvolvimento da doença são tabagismo, trauma ocular, uso de corticosteroides e diabetes. Os sinais e sintomas da catarata podem ser:

Visão embaçada, a pessoa parece que está olhando por um vidro opaco;
Enxergar círculos coloridos ou luminosos ao redor das luzes;
Incapacidade de enxergar com pouca luz;
Perda total ou parcial da visão;
Visão duplicada.

A conjuntivite é uma inflamação da membrana que reveste a parte branca do olho, que pode ocorrer por causa de infecções (bactérias ou vírus), alergias ou produtos tóxicos. A conjuntivite viral tem como característica o fato de ser extremamente contagiosa, com a transmissão feita pelo contato com as secreções dos olhos da pessoa infectada. Alguns sinais e sintomas da conjuntivite podem ser:

Vermelhidão, coceira ou lacrimejamento dos olhos;
Secreção ocular;
Irritação contínua ou inchaço nos olhos;
Sensibilidade à luz;
Ardência nos olhos.

Degeneração macular é uma doença que ocorre na parte central da retina, área do olho responsável pela formação da imagem, e que leva à perda progressiva da visão. A DMRI é mais comum em pessoas acima dos 50 anos e se torna mais frequente por causa do envelhecimento. Sua prevenção é ligada a mudança de hábitos, como evitar tabagismo e se proteger adequadamente do sol. Alguns dos sinais e sintomas da degeneração macular relacionado à idade (DMRI) são:

Visão embaçada, principalmente na leitura;
Surgimento de manchas no campo de visão;
Redução da sensibilidade aos contrastes de luz;
Dificuldade maior para enxergar no escuro;
Mudança na aparência das cores.

O glaucoma pode levar à perda progressiva do campo de visão e cegueira se não for tratadoà. A doença é causada por uma lesão do nervo que liga o olho ao cérebro, geralmente devido à alta pressão ocular, e está relacionada a fatores hereditários e ao envelhecimento, podendo não manifestar sintomas nos estágios iniciais. É importante o acompanhamento médico para detecção precoce do glaucoma, que pode manifestar os seguintes sinais e sintomas:

Dores locais nos olhos;
Enxergar círculos coloridos ou luminosos ao redor das luzes;
Visão embaçada ou distorcida;
Perda de visão periférica;
Náuseas ou vômitos;
Dor de cabeça ou vermelhidão nos olhos.

A hipermetropia ocorre quando um olho é menor do que o normal, dificultando enxergar objetos mais próximos, sendo classificada como erro de refração. A alta hipermetropia, se não diagnosticada e corrigida antes dos sete anos de idade, pode levar à diminuição permanente da visão. Alguns dos sinais e sintomas podem ser:

Necessidade de "apertar" os olhos para conseguir enxergar objetos próximos;
Visão embaçada ou distorcida;
Tensão nos olhos;
Dores de cabeça.

Ocorre quando os olhos tem um tamanho maior do que o normal e tende a aumentar durante a infância e adolescência. A miopia é um dos erros de refração e a hereditariedade é o principal fator de risco, assim como com o uso excessivo da visão para perto em smartphones, tablets e computadores. Alguns dos sinais e sintomas da miopia podem ser:

Visão distorcida ou embaçada de objetos distantes;
Tensão nos olhos (“apertar” os olhos, franzir as sobrancelhas para tentar enxergar algo distante);
Dores de cabeça.

A presbiopia também pode ser chamada de “vista cansada”, geralmente surge após os 40 anos de idade, e é definida como a perda da capacidade de focar objetos próximos. Alguns dos sinais e sintomas da presbiopia são:

Dificuldade em enxergar objetos muito pequenos de perto;
Dificuldade para ler letras pequenas principalmente em ambientes com baixa luminosidade;
A visão melhora ao se afastar o objeto de leitura;
Cansaço visual;
Dores de cabeça.

Retinopatia diabética tem esse nome por atingir a retina de pacientes diabéticos. A doença pode reduzir a visão de forma progressiva ou repentina, quando o nível de glicose de um diabético fica elevado por muito tempo. Alguns sinais e sintomas da retinopatia diabética podem ser:

Borrões ou áreas escuras na visão;
Dificuldade de distinguir cores;
Visão distorcida ou embaçada.

Agendamento e locais de consultas de oftalmologia no Grupo Leforte

O Grupo Leforte tem uma equipe de médicos oftalmologistas que atendem em diferentes unidades, localizadas em pontos estratégicos e de fácil acesso na Grande São Paulo.

Clínica e Diagnósticos Leforte Alphaville

Alameda Araguaia, 943, Loja 02/03 – Barueri – SP
Call center: (11) 3345-2288

Clínica e Diagnósticos Christóvão da Gama

Rua Guilherme Marconi, 440, Santo André
Call center: (11) 4993-3773

Clínica e Diagnósticos Leforte Morumbi

Rua dos Três Irmãos, 62
Call center: (11) 3345-2288

Clínica e Diagnósticos Leforte Liberdade

Rua da Glória, 676 – Liberdade
Call center: (11) 3345-2288

Hospital e Maternidade Christóvão da Gama

Av. Dr. Erasmo, 18 – Vila Assunção, Santo André – SP
Call center: (11) 4993-3773

Hospital Leforte Morumbi

Rua dos Três Irmãos, 121 – Morumbi – São Paulo (SP)
Call center: (11) 3345-2288

Hospital Leforte Liberdade

Rua Barão de Iguape, 209 – Liberdade – São Paulo - SP
Call center: (11) 3345-2288

Centros de referência para diagnóstico e cuidados da saúde dos olhos do Grupo Leforte

O Grupo Leforte está preparado para oferecer soluções de investigação e de monitoramento de doenças aos seus médicos e pacientes, possuindo certificações nacionais e internacionais, como a ONA e a canadense de excelência Qmentum International, nível diamante. As unidades do Centro de Diagnósticos contam com atendimento humanizado e parque tecnológico moderno, seguindo rigorosos controles de qualidade.

Para oferecer uma solução completa de diagnóstico, o Grupo Leforte é parceiro do Laboratório Delboni para exames de análises clínicas e do Laboratório Salomão Zoppi para exames de análises patológicas.

Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro do que acontece no Leforte

Testemunhos

Gostaríamos de agradecer ao Dr Pierry Louys Batista, em nome de todos os pediatras, toda equipe assistencial, de atendimento, segurança, higiene e do laboratório Delboni, pois percebemos que houve a verdadeira hospitalidade que todos falam, mas poucos exercem: a de fora dos livros.

Gustavo Ambrósio Tenório

Equipe de enfermagem muito bem preparada, atenta e disponível para qualquer chamado. Muito educada e cordial também, por exemplo, sempre ao entrar no quarto os enfermeiros avisavam meu pai que a luz seria acesa, não acendendo diretamente na “cara” da pessoa, que estava despreparada.

Antônio Rafael de Carvalho
banner

Agende sua consulta agora