Cirurgia da coluna tem recuperação cada vez mais rápida, com uso de endoscopia

A endoscopia da coluna é uma técnica minimamente invasiva realizada por meio de uma incisão com 8 milímetros e uso de equipamentos especiais, que permitem aos médicos visualizar regiões da coluna vertebral e realizar descompressões cirúrgicas.

De acordo com o cirurgião de coluna do Grupo Leforte, o Dr. Renato S. Sorpreso, “o procedimento é indicado para doenças degenerativas com compressões neurais, como, por exemplo, a hérnia de disco”. Mas a técnica também permite tratar outros problemas como as estenoses vertebrais e dos forâmes neurais, que é o estreitamento dos canais neurais da coluna vertebral.

A grande maioria das hérnias de disco são tratadas de forma conservadora e personalizada, após a avaliação do especialista. “Este tipo de abordagem é complexa, específica e depende da avaliação de cada paciente. Geralmente, inclui medicamentos e fisioterapia, mas nem sempre fica restrito a isso. Por essa razão, é importante a avaliação do especialista”, ressalta o cirurgião do Grupo Leforte.

Quando ocorre uma piora do quadro clínico (neurológico) ou na impossibilidade de melhora com os métodos conservadores, a cirurgia é necessária e, segundo o Dr. Renato, nem sempre ocorre com anestesia geral. “Existem algumas variações dentro da técnica endoscópica da coluna que são passíveis de realização com anestesia local.”, afirma.

A cirurgia na coluna por meio da endoscopia é realizada com frequência cada vez maior, justamente por se tratar de um procedimento menos invasivo e de rápida recuperação. “A agressão de músculos, articulações e ligamentos é mínima. Isto permite um breve retorno às atividades habituais”, completa o cirurgião de coluna do Grupo Leforte, Dr. Renato S. Sorpreso.

 

Agende sua consulta no Centro de Coluna e Dor

 

Dr. Renato Scapucin Sorpreso é especialista em Coluna pela Sociedade Brasileira de Coluna (SBC); em Ortopedia e Traumatologia pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP), pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) e Associação Médica Brasileira (AMB). No Grupo Leforte, atende no Ambulatório da unidade Liberdade, às quintas e sextas-feiras pela manhã.

 

 

 

Conteúdos relacionados no site do Grupo Leforte

Conheça algumas lesões nos joelhos e como podem ser tratadas
Lombalgia: Muito mais que uma simples dor nas costas
Cuidados com a coluna podem evitar doenças degenerativas

Este conteúdo é meramente informativo e educativo, sendo destinado para o público em geral. Ele não substitui a consulta e o aconselhamento com o médico e não deve ser utilizado para autodiagnóstico ou automedicação. Se você tiver algum problema de saúde ou dúvidas a respeito, consulte um médico. Somente ele está habilitado fazer o diagnóstico, a prescrever o tratamento mais adequado para cada caso e acompanhar a evolução do quadro de saúde do paciente.
Testemunhos

Gostaríamos de agradecer ao Dr Pierry Louys Batista, em nome de todos os pediatras, toda equipe assistencial, de atendimento, segurança, higiene e do laboratório Delboni, pois percebemos que houve a verdadeira hospitalidade que todos falam, mas poucos exercem: a de fora dos livros.

Gustavo Ambrósio Tenório

Equipe de enfermagem muito bem preparada, atenta e disponível para qualquer chamado. Muito educada e cordial também, por exemplo, sempre ao entrar no quarto os enfermeiros avisavam meu pai que a luz seria acesa, não acendendo diretamente na “cara” da pessoa, que estava despreparada.

Antônio Rafael de Carvalho
banner