O que pode causar febre em bebês e crianças?

É considera febre em bebês e crianças quando a temperatura do corpo está acima de 37,8ºC. Ela é uma defesa natural do organismo e indica a presença de infecções, podendo vir acompanhada de calafrios, desidratação e sonolência. Algumas das causas mais comuns para a febre em bebês e crianças são resfriados, otites, amigdalites, pneumonias ou infecções urinárias.

Em geral, a duração é de três a quatro dias. Mas, persistir e surgirem outros sintomas, é importante procurar um médico. Em alguns casos, a febre em bebês e crianças também aparece após algumas vacinas. Se isso acontecer, não é preciso se preocupar e, muito menos, interromper a vacinação. A temperatura alta é uma reação muito comum nesse caso e, na maioria das vezes, não indica maiores problemas.

 

Resfriado

Muito comum em crianças de até 10 anos, podendo ter origem viral ou bacteriana. O resfriado é caracterizado por uma infecção das cavidades nasais e dos seios da face. Além da febre em bebês e crianças, é comum o registro de obstrução nasal, espirros, coriza clara e falta de apetite.

Como tratar o resfriado – o quadro do resfriado pode se estender por até 10 dias, com uma melhora progressiva. Dependendo dos sintomas, pode ser necessário o pediatra prescrever antibiótico. Caso os olhos do bebê ou da criança inchem ou ela esteja muito abatida, é importante a avaliação de um otorrinolaringologista pediatra.

 

Otite ou dor de ouvido

A otite, também conhecida como dor de ouvido, muitas vezes está associada com a sucção do bebê na chupeta. Ela pode fazer com que o músculo responsável pelo funcionamento da tuba auditiva (canal que liga a orelha com a faringe) não seja estimulado da melhor maneira, resultando em acúmulo de secreção. É importante ficar atento porque a otite pode atrapalhar, inclusive, o desenvolvimento nessa faixa etária. Além da febre em bebês e crianças, outros sinais e sintomas característicos da doença são irritação, falta de equilíbrio e de reação a alguns sons.

Como tratar a otite – em geral, o tratamento da otite inclui analgésicos e a limpeza adequada dos ouvidos conforme a orientação do pediatra. O uso de antibióticos só é recomendado se as dores persistirem por mais de três dias e existir secreção ou líquido, mas sempre com orientação do médico.

 

Amigdalite ou dor de garganta

A amigdalite é a inflamação das amígdalas que, quando ficam vermelhas e inchadas, provocam dor de garganta. Além da febre em bebês e crianças, outros sinais e sintomas da doença são voz rouca e cansaço. Em formas mais graves, podem surgir caroços doloridos na região do pescoço. Apesar de não ser contagiosa, a amigdalite pode acompanhar outras enfermidades, como gripes e resfriados.

Como tratar a amigdalite – o tratamento da amigdalite é feito com medicamentos prescritos por médicos, como anti-inflamatórios e antibióticos. Por geralmente estar ligado a outros problemas, o pediatra pode indicar o uso de analgésicos.

 

Pneumonia

A pneumonia é uma infecção nos pulmões que pode ser viral ou bacteriana. Existem várias causas possíveis, desde um contágio por vírus ou aspiração de líquidos, como vômito, e objetos estranhos. Os sintomas podem aparecer rapidamente, entre um e dois dias, ou evoluir de forma gradativa. Além da febre em bebês e crianças, pode provocar tosse seca ou com muco espesso, dificuldade para respirar e muito cansaço.

Como tratar a pneumonia – nos casos leves, a pneumonia pode ser tratada em casa com muito descanso e o uso de antibióticos. Mas se o quadro estiver avançado e o bebê ou criança tiverem outras comorbidades (duas ou mais doenças relacionadas na mesma pessoa e ao mesmo tempo), o ideal é que o tratamento tenha prosseguimento no hospital, sempre sob cuidados médicos.

 

Infecção urinária

A infecção no trato urinário pode afetar diferentes partes do sistema urinário, como bexiga, uretra ou rins. Em geral, os sintomas são dor abdominal, desconforto ao urinar e sensação de queimação. Além da febre em bebês e crianças, sintoma mais comum nessa faixa etária, os pequenos costumam apresentar irritação e dificuldade para se alimentar. Algumas pessoas também podem ter sangue na urina.

Como tratar a infecção urinária – o tratamento da infecção urinária é feito com antibióticos prescritos pelo pediatra. Após o início do uso dos medicamentos, os sintomas em crianças desaparecem em cerca de dois dias. Dependendo da frequência e da intensidade dos sintomas, é preciso internação para investigar eventuais problemas.

Mesmo que se sinta melhor, é importante terminar todo o ciclo do medicamento prescrito pelo médico. Ainda que os sintomas desapareçam sem o uso de medicamentos, é importante ficar atento a febre em bebês e crianças. Se a alta temperatura persistir, é fundamental procurar um profissional para investigar se há alguma coisa de errado.

Somente um médico pode diagnosticar um problema de saúde e indicar o melhor tratamento para cada caso. Nunca tome medicamentos por conta própria, mesmo que tenham sido recomendados por alguém com problema que você ache parecido com o seu. Eles podem disfarçar os sinais e sintomas dificultando o diagnóstico e até agravar o problema de saúde e criar novos.

 

Conteúdo produzido com a colaboração da Dr. Denise Bedoni, coordenadora da Pediatria do Leforte Morumbi e da Kids Leforte.

 

Agende consulta com um Pediatra 

 

Gripe e resfriado: quais são as diferenças?

Doenças sazonais mais comuns da infância

Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro do que acontece no Leforte

Testemunhos

Gostaríamos de agradecer ao Dr Pierry Louys Batista, em nome de todos os pediatras, toda equipe assistencial, de atendimento, segurança, higiene e do laboratório Delboni, pois percebemos que houve a verdadeira hospitalidade que todos falam, mas poucos exercem: a de fora dos livros.

Gustavo Ambrósio Tenório

Equipe de enfermagem muito bem preparada, atenta e disponível para qualquer chamado. Muito educada e cordial também, por exemplo, sempre ao entrar no quarto os enfermeiros avisavam meu pai que a luz seria acesa, não acendendo diretamente na “cara” da pessoa, que estava despreparada.

Antônio Rafael de Carvalho
banner