Cuidados básicos da saúde da mulher incluem acompanhamento médico regular

Dia 08 de março é celebrado o Dia Internacional da Mulher e o Grupo Leforte aproveita a data para alertar a todas sobre os cuidados básicos da saúde da mulher, visando a prevenção e o diagnóstico precoce das doenças que mais atingem a população feminina. Para falar sobre o tema, entrevistamos o Dr. Gustavo Adolpho de Oliveira, ginecologista, especialista em endoscopia ginecológica pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia e referência em videolaparoscopia no Hospital Leforte Liberdade.

 

Quando começar o acompanhamento com um ginecologista?

Uma dúvida muito comum entre as mulheres é em relação ao momento ideal para ter a primeira consulta com um ginecologista. O Dr. Gustavo Adolpho afirma que existem dois momentos em que a mulher pode iniciar o acompanhamento: em um primeiro momento, logo após a primeira menstruação, onde tiramos todas as dúvidas sobre ciclo menstrual, cólicas, mudanças corporais. Em outro momento, este sim definitivo para dar continuidade à rotina, é depois do início da atividade sexual.

O ideal é que mulheres que iniciaram a atividade sexual visitem o ginecologista uma vez ao ano – ou sempre que tiverem alguma queixa – para fazer exames preventivos, conversar sobre métodos contraceptivos, prevenção de ISTs, câncer de mama e colo de útero, possíveis irregularidades no ciclo menstrual, entre outras questões da saúde da mulher. Mas, dados da Febrasgo (Federação Brasileira de Associações de Ginecologia e Obstetrícia) de 2020 mostraram que 16,2 milhões de brasileiras ficaram mais de um ano sem passar por consulta e 4 milhões nunca procuraram um especialista na área.

 

Exames que mulheres devem fazer em cada fase da vida

Antes do início da vida sexual

O Dr. Gustavo Adolpho afirma que exames de rotina geralmente são feitos, mas de forma não obrigatória. São eles:

  • Ultrassonografia pélvica, de mamas e abdômen;
  • Exames básicos laboratoriais, como função hormonal e avaliação hematológica.

Depois do início da vida sexual

  • Ultrassonografia pélvica, de mamas e abdômen;
  • Exames básicos laboratoriais, como função hormonal e avaliação hematológica;
  • Papanicolau – essencial para o rastreio do câncer de colo de útero, o quarto tipo mais comum em mulheres, em sua maioria causado pelo HPV;
  • Mamografia – essencial para o rastreio do câncer de mama, o mais incidente em mulheres. “Indicamos o exame para pacientes acima dos 40 anos ou após os 35 quando há histórico familiar da doença, segundo recomendações da Febrasgo”, diz o Dr. Gustavo.

Menopausa

Além de todos os exames da rotina da vida adulta, é indicado que a mulher na fase da menopausa faça também o exame de densitometria óssea, a cada dois anos, para rastreio e controle da osteoporose. A doença é mais comum nesse período devido à queda da taxa do estrógeno, hormônio feminino que ajuda a manter a massa óssea.

 

Fatores de risco para a saúde da mulher e como preveni-los

O Dr. Gustavo Adolpho afirma que algumas doenças crônicas e maus hábitos de saúde podem aumentar os riscos de doenças como câncer de mama, câncer de endométrio e endometriose: “nossa maior preocupação é em relação a evitar a obesidade, o sedentarismo, o tabagismo e controlar adequadamente doenças como a hipertensão e o diabetes”.

Outro grande ponto de atenção é em relação ao risco de infecções sexualmente transmissíveis, como o HPV, por exemplo, principal responsável pelos casos de câncer de colo de útero. Para prevenção dessas e outras doenças que ameaçam a saúde da mulher é necessário:

Meninas de nove a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos;
Pessoas com HIV;
Pessoas transplantadas com idade entre nove e 26 anos.

  • Usar preservativo;
  • Realizar o exame preventivo do papanicolau anualmente.

 

Acompanhamento multidisciplinar para a saúde da mulher

Além do ginecologista, é aconselhável também o acompanhamento com outros especialistas, como clínico geral ou cardiologista, para uma prevenção adequada à saúde em todas as fases da vida da mulher. Assim, caso seja identificado algum sinal de enfermidade referente a outra especialidade, a paciente será encaminhada para o especialista certo rapidamente.

O Dr. Gustavo Adolpho conclui alertando para a necessidade de manter esse acompanhamento médico regular mesmo quando não houver queixas. “O principal mito do dia-a-dia é o ‘não sinto nada, não preciso ir ao médico.’ Medicina é promoção à saúde, ou seja, o aconselhamento e o acompanhamento adequados para a prevenção de doenças. Só assim conseguimos prevenir, identificar e tratar de forma precoce doenças gravíssimas que, se diagnosticadas tardiamente, impossibilitam o tratamento adequado e a cura dessas pacientes”, afirma.

Atua no diagnóstico, tratamento e prevenção de doenças em todas as fases da vida, da puberdade à menopausa. Bem como acompanhamento de gravidez e gestação, até o tratamento de possíveis complicações que possam surgir. O Centro de Saúde da Mulher do Grupo Leforte conta com equipe multidisciplinar e dispõe de equipamentos para realizar qualquer tipo de exame e procedimento, seja qual for o nível de complexidade – desde cânceres de mama e ginecológicos, até cirurgias robóticas para tratamento, por exemplo, de endometriose.

O Centro de Tratamento de Oncologia do Grupo Leforte atende pessoas com qualquer tipo de câncer, seja homens, mulheres ou crianças. Ele dispõe de uma equipe multidisciplinar e de estrutura completa para todas as etapas do tratamento oncológico: desde consultas, exames de diagnóstico e procedimentos terapêuticos – como cirurgia, quimioterapia e radioterapia -, até cuidados pós-tratamentos para proporcionar mais qualidade de vida para o paciente.

O Grupo Leforte está preparado para oferecer soluções de investigação e de monitoramento de doenças aos seus médicos e pacientes, possuindo certificações nacionais e internacionais, como a ONA e a canadense de excelência Qmentum International, nível diamante. As unidades do Centro de Diagnósticos contam com atendimento humanizado e parque tecnológico moderno, seguindo rigorosos controles de qualidade.

Para oferecer uma solução completa de diagnóstico, o Grupo Leforte é parceiro do Laboratório Delboni para exames de análises clínicas e do Laboratório Salomão Zoppi para exames de análises patológicas.

O Centro de Vacinas do Grupo Leforte oferece todas as doses do calendário de vacinação do Ministério da Saúde, as vacinas recomendadas pela Sociedade Brasileira de Imunização (SBIm), além de imunização contra vírus específicos para cuidar da saúde de toda a família.

A ala da maternidade do Hospital e Maternidade Christóvão da Gama, do Grupo Leforte, conta com leitos divididos entre enfermaria, apartamentos e uma suíte premium de 33m² e antessala. A maternidade é integrada a um berçário em formato de ilha que fica no mesmo andar, o que permite a proximidade com a família e o acompanhamento integral dos recém-nascidos.

O HMCG dispõe ainda de uma UTI neonatal para oferecer cuidados intensivos para os bebês que precisarem, com especialistas de várias áreas, tais como: neonatologia, cirurgia infantil, neurocirurgia, neurologia, cardiologia, ortopedia, nefrologia, urologia e anestesiologia infantil, entre outras. Além disso, os recém-nascidos que necessitam de acompanhamento multidisciplinar têm o suporte de fisioterapeutas, fonoaudiólogos e nutricionistas.

Informações relevantes sobre prevenção, diagnóstico e alternativas de tratamento do câncer e histórias de superação. A Revista Bem-Estar oferece conteúdos únicos, tanto para pacientes quanto para os familiares deles.

Dr. Gustavo Adolpho de Oliveira é ginecologista, especialista em endoscopia ginecológica pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia e referência em videolaparoscopia no Hospital Leforte Liberdade. Atende na Clínica e Diagnósticos Leforte Liberdade às segundas e terças-feiras, das 8h às 18h. Agendamento pelo Call Center/WhatsApp: (11) 3345-2288 ou online 

Este conteúdo é meramente informativo e educativo, sendo destinado para o público em geral. Ele não substitui a consulta e o aconselhamento com o médico e não deve ser utilizado para autodiagnóstico ou automedicação. Se você tiver algum problema de saúde ou dúvidas a respeito, consulte um médico. Somente ele está habilitado fazer o diagnóstico, a prescrever o tratamento mais adequado para cada caso e acompanhar a evolução do quadro de saúde do paciente.
Testemunhos

Gostaríamos de agradecer ao Dr Pierry Louys Batista, em nome de todos os pediatras, toda equipe assistencial, de atendimento, segurança, higiene e do laboratório Delboni, pois percebemos que houve a verdadeira hospitalidade que todos falam, mas poucos exercem: a de fora dos livros.

Gustavo Ambrósio Tenório

Equipe de enfermagem muito bem preparada, atenta e disponível para qualquer chamado. Muito educada e cordial também, por exemplo, sempre ao entrar no quarto os enfermeiros avisavam meu pai que a luz seria acesa, não acendendo diretamente na “cara” da pessoa, que estava despreparada.

Antônio Rafael de Carvalho
banner